segunda-feira, dezembro 27, 2004

Passivos e gargalhadas

Benfica e Sporting, os dois rivais de sempre não se ficam a rir um do outro se bem que os de Alvalade ainda podem dar mais uma gargalhada que os vizinhos da Segunda Circular. Há tempos os desportivos fizeram imponentes manchetes com os 425 milhões de euros de passivo do Sporting. Afinal, o dirigente que fez essa revelação - Rui Meireles - meteu a pata na poça, pensando que todos os que o ouviam tinham noção do vocabulário técnico da coisa. O Sporting renegociou o project finance, ficando o passivo (a abater até 2016) avaliado em 300 milhões. Número dramático mas bem mais suave que os 425 milhões falados aos sete ventos. Esta semana na Revista Dez, Manuel Boto, responsável da Deloitte & Touche e oposior profisional a todas as direcções que passam pela Luz, disse sem papas na língua que o passivo consolidado do Benfica era de 300 milhões. Quem está melhor afinal? Pois, é os viscondes podem gargalhar um pouco mais, na minha opinião de leigo, porque já construiram a Academia enquanto o Benfica tem a primeira pedra da sua no Seixal. E as contas do FC Porto, alguém sabe?

PS - Parece que o Mota que o Sporting quer estava a ser seguido pela União de Leiria. Não sei o que pense...

Avalie-me!