sexta-feira, janeiro 07, 2005

CA, MSI, PC ou mais um erro da SAD

Este post já andava na calha há uns dias, mas não me queria antecipar à decisão final, embora já soubesse qual era. Carlos Alberto (CA) vai mesmo sair do FC Porto, num negócio que engloba algumas preocupações e outras tantas interrogações.
Vamos ao lado financeiro. O CA custou há um pouco mais de um ano, 2,5 milhões de euros ao FC Porto. Agora sai por 6M. Como o FC Porto só tem 50% do passe, só vai receber 3 milhões. Assim, não somando o que o “feijão” ganhou em ordenados na Invicta, os portistas podem gabar-se (?) de ganhar 500 mil euros – que na realidade não o são, mas ok.
Agora o lado desportivo. CA é dos mais talentosos jogadores de futebol da sua geração e ainda com um potencial enorme de progressão. Falta-lhe cultura táctica e alguma disciplina, é verdade, mas isso são características (más) dos jogadores de terras de Vera Cruz. Veja-se o exemplo de Roger: sublime no toque de bola, infantil e preguiçoso na atitude.
Em suma, esta venda de CA é um enorme erro. Pelo baixo preço, pela mais valia que o jogador pode dar à equipa, por aquilo que ele poderia render financeiramente no futuro.
O espanhol armado em treinador de futebol de seu nome Fernández não gosta dele. Não gosta porque não o sabe disciplinar. Não gosta porque não tem arte para o saber treinar. Mourinho soube aproveitar da melhor forma a irreverência de CA e com ele ganhou a Champions. A diferença do FC Porto do ano passado para este está aí.
Agora Fernández (ainda ando à procura de uma boa alcunha para ele) quer outro jogador para o lugar do CA. Só rir. Lá vai o Adelino ter abrir o livro de cheques mais uma vez. E com sorte não trás das américas um novo Mogrovejo, Pizzi ou Esnaider.
Pinto da Costa anda de novo a dormir na curva.

Mas este negócio tem então outra nuance. A entrada em cena de uma empresa (MSI) que brota milhões da noite para o dia e que está ligada ao mafioso Abramovich. O russo, com mais processos no país dele que o Vale e Azevedo e o Vieira juntos, anda agora todo benemérito a fazer um super-Corinthians. Ou será que daqui a uns tempos vamos ver em Londres o “feijão” a partilhar quarto com os três putos roubados ao Sporting?

1 Comentários:

Blogger ranhosas diz...

Muito bem visto.

Péssimo negócio para o FCP. Brasil como ponte para Londres.

Um escândalo o que se passa com os jovens futebolistas.Não por irem para o Chelsea mas sim pela insconsciência dos papás dos meninos. Ou são inconscientes ou querem viver já á custa de um miudo de 15 anos.Chulos

8:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!