sexta-feira, maio 20, 2005

Ah, Mourinha!

Ele era tão bonito como a unha amarela de um dedo mindinho de um taberneiro, incluindo a película de negra caca lá subalojada. O seu charme com as raparigas funcionava muito à base de um utensílio de cozinha com uma lâmina de muitos centímetros. Naquele dia, apeteceu-lhe pedir a ajuda de uma moçoila na missionária libertação da testosterona que lhe toldava o pensamento. Ela, apanhada desprevenida, só teve tempo de esfarrapar uma desculpa: «Não posso, estou menstruada.» Nasceu ali a periodização táctica.

1 Comentários:

Anonymous Anónimo diz...

estou a zero

5:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!