sábado, maio 14, 2005

Boca calada

Na véspera do grande jogo do ano, o jogo que pode decidir o título na competição mais importante do futebol português, o treinador de uma das equipas abriu a boca só para fazer um curto comentário. Depois, calou-se para não ser mal interpretado.

É por estas e por outras que o nosso futebol continua na idade da pedra. Podem fazer estádios novos e tudo o mais, que a mentalidade é do paleolítico. O futebol é dos treinadores e dos jogadores mas enquanto houver dirigentes que não percebem isto (e também jogadores e treinadores, já agora), os passivos dos clubes continuarão a aumentar até o "milagre" dos empréstimos obrigacionistas esfumar-se sem retorno possível.

Enquanto uns utilizam o dom da palavra para galvanizar adeptos e jogadores, outros preferem conservar o silêncio dos ignorantes, como se estivéssemos num convento de carmelitas, e não ao serviço de um espectáculo que tem de promover os verdadeiros protagonistas. Merda para isto!

O que há a dizer antes de um jogo destes? Simples: «Vamos dar uma alegria às gentes sofrem e sorriem por nós. Vamos para cima deles para ganhar.»

Mas não. Estamos num mundo de cobardolas, com medo de assumir desafios que depois podem resultar em desilusão. Pois claro que podem, é desporto. E então, qual seria o problema?

O futebol português não é pobre. Ou melhor, é até muito pobre. Mas, ainda mais do que pobre, é triste, confrangedoramente triste. O que nos vale é que os atletas ainda nos vão dando umas alegrias. Ao menos, hoje à noite, dêem um cheirinho daquele futebol do jogo da Taça. Por favor, aliviem-nos de pensar neste atraso de vida em que vivemos (desportivamente falando).

2 Comentários:

Anonymous zezito diz...

Totalmente de acordo.

Este é um país de medrosos que têm medo de assumir o que quer que seja. Que mal tem dizer que vamos jogar a tal sítio para ganhar? Ou que são favoritos?

Nada aprenderam com o Mourinho...

12:22 da tarde  
Anonymous JOE diz...

Estas tuas palavras vão direitas para o Trapp. Pq o Peseiro teve uma postura bem diferente.

1:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!