domingo, junho 05, 2005

Ronomenal


Adivinha lá pra que lado vai esta ò meu!
Portugal cumpriu a sua missão e venceu a Eslováquia, principal adversária na fase de qualificaçãoo para o Campeonato do Mundo. Num encontro em que Cristiano Ronaldo destilou magia, a equipa nacional, mesmo com as condicionantes naturais de um fim de estação, puxou dos galões e só não obteve um triunfo mais folgado porque os homens de leste vieram a Lisboa para perder por poucos.
O Alemanha 2006 está cada vez mais perto, mas importa não passar a esponja sobre alguns erros, especialmente da defesa, e que poderiam ter custado um golo dos eslovacos.
No ataque as coisas correm bem melhor e Ronaldo fez o que quis da bola, bem ajudado pelo voluntarioso Figo em jogo de regresso. Deco esteve mais apagado mais ainda mostrou bons pormenores, enquanto Pauleta confirmou que se a bola não lhe chegar aos pés é um jogador a mais. Última nota para o certinho jogo de Alex. O lateral não acusou a estreia e foi muito importante na manobra ofensiva, justificando de novo a titularidade na Estónia.
Só uma dúvida. Petit fez com Maniche uma boa dupla no meio campo. Mas Costinha já está disponível. Quem será que quem Scolari vai meter a jogar quarta-feira?

3 Comentários:

Blogger riddle diz...

como era mais ou menos esperado, Scolari confirmou hoje que vai mexer no meio campo. E o sacrificado é petit, para a entrada de Costinha. e figo continua capitão.

7:19 da tarde  
Anonymous Jorge Monteiro diz...

Cada um vê as coisas como quer. eu acredito que estamos perante uma das maiores campanhas de apelo à emoção dos portugueses em torno da selecção portuguesa...um apelo bem diferente daquele que se registou no Euro2004.

O que se quer esconder aqui? Nenhuma das equipas que estão no grupo de Portugal são competitivas o suficiente para atingir um nível mundial aceitável. Pelos vistos, querem que a selecção portuguesa entre nesse "barco". Não é demasiado forçado os cuidados com a Eslováquia? o mesmo está a passar-se hoje com o jogo contra a Estónia. São equipas fracas e Portugal tem a obrigação de vencer sem comtemplações. Ou estamos a esconder aqui as fragilidades tácticas e de "selecção" de um treinador presente em exagero quando não deve, e exageradamente distante quando era necessário....

Portugal jogou o suficiente no Sábado. Não foi obrigado a esforçar-se na segunda parte. isto porque alguns jogadores estão mesmo (uau!) no lugar certo. Agora o domínio completo só se alcança com coragem, com o risco.

não é convocando, e pior, pondo a jogar o Pauleta, que se chega a esse nível...

um ano depois, não me sai da cabeça um facto: portugal perde duas vezes com a mesma equipa num espaço de 22 dias. Mesmo com jogadores direntes, Portugal utilizou a mesma táctica no dia 12 de Junho de 2004 que utilizou no dia 4 de Julho de 2004. e isso é um facto.

estamos mesmo ao nível da Eslováquia? ou o sol da europa é diferente do sol da América do Sul?

5:47 da tarde  
Anonymous Anónimo diz...

A Eslovaquia fazia parte da Checoslovaquia para quem pensa que eles nao valem nada e por isso temos agora 2 equipas bastante competitivas que sao os checos e os eslovacos.
A Grecia tambem nao valia nada e ganhou o caneco e nao vai ao mundial de 2006.

2:44 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!