sexta-feira, julho 29, 2005

Hoje é um dia triste para a imprensa portuguesa. O grupo espanhol detentor dos títulos «A Capital» e «O Comércio do Porto» decidiu suspender as duas publicações. É o fim do periódico mais antigo do continente e de um dos jornais que mais deu destaque ao que se passa na grande Lisboa, assumindo muitas vezes causas em nome do bem-estar dos lisboetas.
Aos meus amigos nos dois jornais um grande abraço.

quinta-feira, julho 28, 2005

É impressão minha ou José Veiga não chega ao Natal no Benfica? Fiquem atentos às notícias que vão saindo em alguns jornais. A conta gotas...

 

terça-feira, julho 26, 2005

  • Começo pelo último post do Caneladas, com quem travo regulamente discussões de matéria futebolística pelo simples gozo de discutir.
  • Porém, por muito que me custe admitir (eh eh), o Caneladas está cheio de razão no seu desabafo. O nível do nosso jornalismo, nomeadamente o desportivo, é bastante duvidoso. E, apesar de não ser um adepto de ciclismo, o que Lance Armstrong fez nos últimos sete anos, após os problemas que teve de ultrapassar, é infinitamente superior a qualquer feito futebolístico. Para mim não há dúvidas, para outros...
  • Para os defensores do actual jornalismo desportivo, os meus parabéns. No entanto, gostava que me conseguissem dizer o que acharam do espaço dado hoje nos três desportivos à investigação que a CMVM (entidade competente e acima de qualquer suspeita) encetou relativamente a José Veiga.
  • Pedro Barbosa, Rui Jorge, Capucho, Pedro Henriques e Martelinho. Por onde andam eles?
  • Agradável jogo do Sporting frente ao WBA, da Premier League (??). Boa circulação de bola, paciência, muita paciência, e apreciável entrosamento. Dois senãos: a defesa continua sem dar garantias e Liedson, apesar de profissional e letal, parece que perdeu a alegria de jogar.
  • Slavia Praha, Betis, Basileia, Wisla Kraków, Udinese, FK Partizan/FC Sheriff, Shakhtar Donetsk, Malmö FF/Maccabi Haifa, Everton, Shelbourne/Steaua Bucareste, Dinamo Tbilisi/ Brøndby, Dudelange/Rapid Viena, Tirana/CSKA Sofia, Debreceni/Hajduk Split,Anorthosis Famagusta/Trabzonspor, Vålerenga IF/FC Haka.
  • Um destes clubesvai defrontar o Sporting na fase de acesso à fase de grupos da Champions League. Penso que só o Betis pode complicar a vida a Peseiro, e não, não estou a esquecer-me do Everton...
  • Figo pode estar a um passo do Inter de Milão com a benção de Helen Svedin. Pudera...
  • E os avançados do Benfica? Quando chegam? Confesso que pensei que Júlio Cruz seria um dos alvos de Veiga e companhia.
  • Uma palavrinha para o FC Porto. Ou muito me engano, ou está ali o principal candidato ao título. Isto, desde que os senadores deixem o durão impor as regras.

Camisola 10

O mito da camisola 10 nasceu com Péle. Depois dele surgiram Maradona, Zico, Platini, Gullit, Baggio e Zidane, entre muitos outros. Deu-se até o caso de verdadeiros números 10, artistas da bola como Cruyff (14) e já agora Figo (7), virarem as costas ao símbolo que traduz liderança de equipa e de técnica refinada.
A história está cheia de exemplos de jogadores que marcaram gerações e que brilhantemente ostentaram os dois digítos no dorso, enchendo de magia os relvados por onde passaram.
Agora chegou a vez do FC Porto deixar a sua marca nesta matéria: Postiga, o perneta!

segunda-feira, julho 25, 2005

28 magníficos...

... é a manchete de hoje de um jornal desportivo.

por amor de deus! hoje só havia um magnífico e não vestia de azul e branco, nem de verde, nem de vermelho. vestia de amarelo e chama-se Lance Armstrong.

que merda de jornalismo este que só pensa nas vendas. se calhar, os leitores que temos não merecem mais, talvez, talvez, mas os jornalistas também devem saber passar para a opinião pública o que é realmente importante.

somos mesmo o país do pontapé na bola (não deve ser à conta dos espectáculos desportivos que proporcionam), mas quero acreditar que ainda há por aí gente do desporto, adeptos ou praticantes, que sabe separar o trigo do joio.

o que o "cabrão" do norte-americano concluiu ontem é, tão só, um dos maiores feitos desportivos de todos os tempos, de todos os tempos, meus amigos!!!!!

quem não vê isto ou é cego ou é burro. ou então não percebe uma beata de desporto e de jornalismo, que é o mais certo. só vêem a merda dos cifrões à frente!!!

sexta-feira, julho 22, 2005

Co Adriaanse dispensou hoje mais três jogadores: Areias, Leandro do Bomfim e... Sandro

Algumas considerações sobre a actualidade

  • O novo avançado do Sporting, o brasileiro Deivid, já foi apresentado e não deixou logo de espantar a nação futebolística ao referir que quer representar a selecção nacional portuguesa. Tudo bem, estamos habituados a ouvir os recém-chegados jogadores do "país irmão" a proferir algumas frases no mínimo estranhas. Uma vez, lembramo-nos bem, um jovem brasileiro que chegou para o Alverca disse, na sua primeira intervenção, que tinha chegado para ser campeão!! Deivid não vai tão longe, mas quer logo seguir as pisadas de Deco. Mais umas horas e dizia que era do Sporting desde pequenino.

  • Pelas bandas da Luz, lograda a transferência de Tomasson para o Benfica, fala-se agora na possível vinda de Saviola para as bandas do Colégio Militar. Das duas, uma: ou os dirigentes do Benfica têm acessos de megalomania, ou estão constantemente em campanha eleitoral. Vá o Diabo e escolha! O que vale é que já ninguém acredita.

  • No Dragão, o FC Porto parece ter, finalmente, regressado à normalidade. Após uma época desastrosa em termos de gestão, a fazer lembrar os piores tempos de Benfica e Sporting, Pinto da Costa parece ter aprendido a lição e a nova campanha aparenta estar a ser preparada com pés, cabeça e disciplina. Engane-se quem considere que a derrota frente ao Vitesse é sinal de fraqueza.

  • Do lado sombrio do futebol chega-nos a notícia de que o Alverca está perto de seguir o caminho de Farense e Salgueiros e acabar com o futebol profissional. Neste momento, os ribatejanos têm apenas quatro (!) jogadores no plantel e dívidas enormes. É triste pensar que já foi trampolim para alguns dirigentes afamados do nosso futebol. É a lógica do clube descartável.

Giovane Martineli, jornalista do Lance, prestigiada publicação desportiva de São Paulo, aceitou fazer, para o BnR, a radiografia ao novo avançado do Sporting, Deivid, e ao novo lateral esquerdo do Benfica, Léo, ambos provenientes do Santos:
  • «Deivid é um atacante de quem tudo pode se esperar. Da mesma forma como é capaz de fazer os gols mais brilhantes, consegue desperdiçar as oportunidades mais incríveis. Seu bom posicionamento em campo, lhe proporciona muitas oportunidades a cada jogo. Por isso, está sempre brigando pela artilharia dos campeonatos que disputa. É um jogador que sabe o que faz com a bola nos pés. Por isso, não se prende à região da grande área. Seu chute potente também um arma contra os arqueiros dos adversários. Ao lado de Liedson, tem tudo para formar uma dupla explosiva.»
  • «Assim como todos os laterais brasileiros, Léo pensa primeiro em atacar. E faz isso com muita qualidade. Veloz, é um grande municiador dos atacantes. Seu biotipo, lembra o de Roberto Carlos, do Real Madrid, mas Léo não tem a potência do chute do jogador da Seleção Brasileira. Suas qualidades são outras. Ele tem o dom de chegar à linha de fundo e acertar o pé ou a cabeça dos seus companheiros de equipe com seus passes. Também tem personalidade e não se intimida nas momentos adversos.»

Os agradecimentos do BnR ao Giovane

  • Mantenho a minha ideia de que no Restelo continua-se a trabalhar bem. Uma vitória sobre o ex-vice-campeão europeu, AS Monaco, mesmo num jogo a feijões, é sempre de destacar.
  • Paulo Sérgio, que se encontra emprestado pelo Sporting, foi a grande figura dos azuis. Enquanto isso, Peseiro suspira por um extremo...
  • O único extremo do Sporting, Douala, arrancou uma estupenda exibição em Glasgow. Desconfio que foi para se mostrar, para ver se consegue um contrato vantajoso no Reino Unido. Se o camaronês fosse um bocadinho melhor no último passe, era visto com outros olhos.
  • Douala, que para os mais esquecidos, foi dispensado... por Jaime Pacheco no Boavista. Nada que me faça a abrir a boca de espanto, afinal o técnico do V. Guimarães seria capaz de deixar Zidane no banco. No seu lugar qualquer fantasista como Tiago, Almeyda, Paulinho Santos, Simeone ou Flávio Meireles tinham a titularidade garantida.
  • Deivid foi contratado pelo Sporting mas, na minha opinião, está longe de ser um jogador conceituado. A palavra no dicionário tem a seguinte definição: «avaliado; que goza de boa reputação; afamado.» Bem, boa reputação só se for no Brasil porque em França acho que não o querem ver nem pintado. Mas não sejamos radicais. Para quem acompanha o campeonato brasileiro sabe que Deivid é efectivamente um bom jogador, que pode marcar a diferença neste Sporting. Como já jogou com Liedson, tudo pode ficar mais fácil.
  • Ainda sobre o jogo de Glasgow, reparei que no golo de Hartson o culpado deu pelo nome de Beto. Mas parece que fui dos poucos a reparar...
  • O país aguarda ansiosamente pelos reforços «tão bons ou melhores que Tomasson». Esta afirmação foi feita por José Veiga. Já passou uma semana da transferência do dinamarquês para o Estugarda e em vez de o clube da Luz contratar jogadores prefere dispensar Karadas, futebolista do plantel mais parecido com um ponta-de-lança. Opções...
  • Léo Lima já seguiu para o Santos. Faltam seis. Aposto em Areias, Raul Meireles, César Peixoto, Pepe e mais dois. Cheira a surpresa.
  • Vi há dois dias o Santos-Vasco da Gama e fiquei deliciado com um médio direito do Vasco chamado Alex Dias. É jogador da bola.

quinta-feira, julho 21, 2005


25 anos, 1,82, 21 golos no último Brasileirão. Eis Deivid de Souza, o jogador conceituado (?) de que falava Paulo de Andrade. Deivid, o nono brasileiro do plantel leonino, apesar do Sporting, no seu site oficial, desdenhar o pistoleiro. Na Europa, ao serviço do Bordéus, fez três golos em 23 jogos.

Foste apanhado man!


A dúvida já nos assolava há uns dias. Quem, no longínquo Belize, andou a espreitar o Bola na Rede? Será que já somos assim tão conhecidos no mundo, que até naquele paraíso das Caraíbas (apenas fiscal para muitos) temos leitores? Bem, todas as nossas inquietações ficaram esclarecidas hoje através do esférico da Travessa da Queimada. O nosso fiel cibernauta do Belize é o Miguel. O jogador esteve na ilha a arranjar clube, andou a fazer mergulho, viu uns quantos tubarões baleia e enquanto espera pelo louco carnaval de Setembro, informou-se sobre o que se passa em Portugal através do BnR. Por isso, esta mensagem que se segue e para ele: «Miguel, tás na boa em voltar a visitar-nos. Não pagas nada e ainda ficas a saber o que a malta aqui pensa sobre o teu advogado sportinguista e teu empresario amigo do Pintinho.»

quarta-feira, julho 20, 2005

Eu estive lá


Respondendo em grande estilo ao nosso desafio, o Carlos enviou-nos uma foto tirada no exterior do Olímpico de Roma. A ele o nosso muito obrigado!
Renovamos o desafio: Se tiverem fotos em estádios míticos e quiserem partilhá-las, enviem-nas para o nosso mail (não há que enganar, está aí do lado esquerdo do ecrã) e todas as quartas-feiras haverá espaço para vocês no nosso onze titular.


Silva e Rochemback convocados para estágio na Escócia
Jogadores vão... a pé

eu já fui assim pômba...



O Sporting anunciou hoje a lista de convocados para o curto estágio de preparação que terá lugar na Escócia nos próximos dias. A grande surpresa não residiu no nome dos convocados mas sim numa particularidade inovadora: dois dos jogadores convocados irão para o local de estágio a pé, nomeadamente Elpídeo Silva e Fábio Rochemback. Segundo José Peseiro esta decisão está directamente relacionada com os novos métodos de treino do clube. O treinador principal explicou assim a metodologia: “Toda a gente sabe que o Roca e o Silva juntos equivalem neste momento a 4,5 reforços... de peso. O treino específico não tem resultado e os jogadores pesam ainda mais do que quando chegaram de férias. Sendo assim vamos apostar neste treino de esforço e estamos confiantes que quando chegarem ao pé de nós os dois jogadores estarão irreconhecíveis, arrisco dizer que pensaremos momentaneamente estar na presença de dois gémeos Castro”.

O departamento médico do clube deu posteriormente todos os pormenores sobre o percurso e logística desta operação. O médico leonino explicou: “num treino intensivo como este não poderemos descuidar a hidratação e alimentação dos jogadores: tendo em conta esse aspecto os jogadores serão acompanhados por um transporte com mantimentos, onde teremos muita água, picanha e chachaça. Além disso, e como o trajecto será longo, temos de garantir alguns períodos de lazer, sendo que estão já asseguradas paragens em bares de música ao vivo, onde Roca poderá dar largas à sua falta de talento, e também estabelecimentos de antiguidades, nos quais Silva poderá negociar novas aquisições para a sua magnífica colecção de pistolas antigas de pólvora seca.”


terça-feira, julho 19, 2005

  • Jankauskas vai sujeitar-se a um período de experiência no Hearts. Arrisco a dizer que ainda dava um jeitaço ao Sporting. ao Sporting, ao V. Guimarães, ao Sp. Braga e isto partindo do pressuposto que o Benfica ainda vai contratar alguém para essa posição..
  • ONtem estive presente na primeira conferência de Imprensa de José Peseiro esta temporada. E tenho a dizer, mesmo não sendo grande fã do homem, que ele deu a melhor Conferência de Imprensa desde que está em Alvalade. Uma hora de conversa solta, segura, plenamente explicativa de tudo e mais alguma coisa. Realço a definição das características que ele pede para o central a contratar: «Quero um central com envergadura, agressivo e forte no jogo aéreo. Nós não jogamos na marcação, jogamos à zona, mas queremos um jogador agressivo e que, além disto, consiga jogar com quarenta metros nas suas costas, isto é um jogador rápido ou que se posicione bem. É mais difícil ser central no Sporting do que ser central noutras equipas portuguesas. Os nossos centrais, sistematicamente, têm pouca gente à sua frente para defender, temos de melhorar isso, e têm muito espaço nas suas costas para ser explorado pelos avançados». Esta explicação tresanda a futebol por todos os lados...
  • Minutos antes de Peseiro falar, Fernando Ferreira, o seu advogado, Garcia Pereira, e Rui Meireles, disseram aos jornalistas que estava sanado o conflito entre o antigo médico e o clube. Já não era sem tempo.
  • Tomasson foi ontem apresentado como jogador do Estugarda. O novo camisa Dez de Trapattoni disse apenas isto sobre o italiano: «É o treinador de clubes mais bem sucedido do mundo. Isso diz tudo.» Suponho que se Von Trap tivesse ficado na luz...
  • Pinto da Costa garantiu hoje que enquanto for presidente do FC Porto o nome do estádio não será vendido. Porque, como recordaram os Diabos Vermelhos no jogo com o Chelsea, a história não se vende. Não se vende, mas o dinheirinho faz falta. A bem dizer, tenho dúvidas sobre o tema.
  • O Alverca tem quatro jogadores e um treinador para disputar a Liga de Honra. Este não era o clube presidido por Luís Filipe Vieira?

Quando a realidade ultrapassa a ficção
Comunicado/Desabafo/Choradinho

Fui "contratado" por este blog para pproduzir textos satíricos com pitadas de comédia (quando "ela" surge), baseados no futebol em que vivemos. Tenho tentado corresponder como sei, "contemplando" ora uns ora outros. Tenho dado até agora natural maior destaque ao "glorioso", afinal é não só o clube com mais adeptos mas também o mais fértil produtor de assunto, como até o razoável adepto benfiquista reconhecerá.

No entanto hoje chegou o momento de dizer basta. Estou a ser alvo de concorrência desleal por parte de um concorrente com o qual não posso competir: A REALIDADE.

Sem mais demoras passo a apresentar os dois casos que motivam o meu descontentamento. Perante histórias destas a minha contribuição começa a perder o sentido.


Inacreditável 1:

"Feher 2004
Pais do jogador Féher processam Benfica


Em causa estão 14 dias de férias que o clube da Luz ainda não pagou e que são referentes aos meses de trabalho da época em que o jogador morreu. Benfica não explica porque não paga"

In Portugaldiário


Inacreditável 2:

"FOOTBALL: PETER: I'M TOO GOOD FOR BENFICA SWITCH
Jul 19 2005
Exclusive By Keith Jackson


PETER LOVENKRANDS' agent last night made the astonishing claim that his client has turned down a move to Benfica because the Portuguese giants are not big enough for him."

in dailyrecord.co.uk







segunda-feira, julho 18, 2005

Esperar sentado

No final do Benfica-Chelsea, que revelou um valor há muito nos relvados do futebol português - falamos de Beto -, o jornalista da SIC perguntou ao treinador dos encarnados, Ronald Koeman, se ainda estava à espera de reforços. O holandês disse rapidamente: "Sim, esperamos". O meu conselho é... sente-se sr. Koeman. Vai ter muito que esperar!

Miguel dá o exemplo

O lateral-direito, agora oficialmente ex-jogador do Benfica, diz que a rescisão de contrato com os encarnados é legítima, pois encontrava-se num período de experiência de 30 dias. Sem tentar discutir a "legitimidade" intelectual de tal argumento, o que me vem à cabeça é que o internacional português talvez tenha lançado os dados para a salvação do futebol português, a começar pela do Benfica. Se alguns dirigentes dos nossos clubes se lembrassem de fazer o mesmo, nos primeiros 30 dias de cada temporada, talvez houvesse esperança para a bola portuguesa. Quem é o primeiro? Talvez já não tenham condições para continuar em Portugal. Vão para o estrangeiro!!!

  • Benfica-Chelsea, na minha opinião, esteve aquém do que se esperava. Até o golo nasceu de um lance esquisito.
  • Gostei de Beto, mas não me surpreendeu. Ontem encheu o campo, contudo, não é um reforço efectivo porque aquela zona do terreno já estava bem preenchida. Quando Manuel Fernandes estiver apto, Beto vai perder o lugar para Petit. Estatuto rules!
  • Karyaka foi uma desilusão. Pode ter sido uma noite má, porque o rapaz tem valor. Não sei em que posição poderá ser mais útil, talvez nem Koeman saiba.
  • Sendo fácil eleger Beto como o melhor jogador encarnado, para o pior nem preciso pensar muito - Nuno Gomes. Tem-me vindo a desiludir gradualmente e parece estar num ponto sem retorno. Neste momento, só existe uma solução. Fazer Nuno Gomes alinhar ao lado de um avançado possante. Lembram-se da dupla que fez com Deane. Apsar das lesões, Nuno Gomes, aos 29 anos e com um vencimento milionário, não pode arriscar-se a fazer outra vez sete golos numa temporada.
  • A contratação de Léo é, no meu entender, um erro. O brasileiro é excelente futebolista e quase não custou dinheiro (250 mil euros), mas tem 30 anos e assinou um contrato por três temporadas. Isso significa que Tiago Gomes, jovem de muito valor, está queimado. Eu sei que Manuel Fernandes saiu das escols encarnadas, mas qual tinha sido o último antes do médio defensivo? Só me lembro de Maniche...
  • Miguel vai avançar para a rescisão unilateral. Eu diria que ele vai avançar em direcção ao abismo... e o Benfica vai penar para receber uma quantia compatível com o estatuto do futebolista.
  • Totalmente off topic. Como é que Fernando Seara se sujeita a fazer comentários de um jogo de futebol? Não tem noção do ridículo?

domingo, julho 17, 2005

Trap, 1-Veiga, 0

Uma "Velha Raposa" e um ex-empresário, ambos muito experientes nos bastidores do futebol. Ambos estiveram do mesmo lado na época passada e, imagine-se, até ajudaram a recuperar (11 anos depois do último título...) o campeonato para o Benfica.

Agora, em campos opostos; Trapattoni, pela calada, no seu novo projecto - o Estugarda -, bem mais perto da família italiana, mas na Alemanha, levou a melhor sobre um José Veiga, fanfarrão, muito pouco discreto e confiante demais na hora em que foi confrontado pelos jornalistas, em pleno aeroporto, sobre os reforços do SLB; depreendia-se das palavras do responsável encarnado que o dinamarquês Tomasson e o brasileiro Léo estavam garantidos e que ainda vinha mais um bom reforço...

No dia seguinte, sábado, uma estocada violenta nas ambições e no ego benfiquista: Tomasson no Estugarda, de Giovanni Trapattoni!

Para já, o Sporting mantém Liedson, exigência número dois do ex-treinador do Benfica... Curioso... E "Trap" fintou o seu antigo patrão, garantindo a contratação do polivalente avançado dinamarquês ex-AC Milan.

Noutros tempos, José Veiga pavoneava-se como o melhor agente de jogadores do mundo, muito à conta da almofada de confiança adquirida através da carreira de Luís Figo... Entretanto, rompeu com este internacional português (alegadamente por comum acordo)... Não esquecer que, ao que me garantem, Figo ainda é credor do seu antigo empresário numas boas dezenas de milhares de contos.

Noutros tempos, existiu outro altíssimo dirigente na Luz que, com a protecção dos holofotes e de um discurso popularucho anti-sistema, foi sobrevivendo à sequência infindável de podres profissionais estampados em alguns jornais mais corajosos. Com Veiga vem acontecendo algo de semelhante... Penso que a sua discrição tem dificultado algumas investigações em curso.

Não deveriam os benfiquistas exigir ao presidente Luís Filipe Vieira que volte a tomar as rédeas e empurre o sr. Veiga para outro sítio, de preferência onde possa mostrar alguma competência e manter a situação fiscal em dia? Há por aí tantos países onde as "off-shores" são "legais".

Deixo algumas questões para reflexão, especialmente entre a massa adepta do Benfica (mas não só, claro!): Onde pára o "killer Instinct" de Veiga no que toca aos negócios? Ter-se-á, porventura, extinguido, tal como o equilíbrio psicológico do ex-goleador Jardel?

Já agora: além de Léo, que outras caras novas serão apresentadas hoje à noite no Estádio da Luz, num dia que Mourinho comanda o seu Chelsea frente à primeira equipa que treinou como técnico principal? Liguem para o telemóvel do sr. José Veiga, mas não garanto que ele saiba...

sábado, julho 16, 2005

  • De cabeça lembro-me de Koné, Saviola, Dedé, Ewerthon e Júlio Cruz. Mas esta do Tomasson, até porque esteve a um passo da concretização, deve ter doído lá para os lados da Luz. A operação envolvia valores astronómicos, sensivelmente 15 milhões de euros. Era muita fruta e deve ser complicado entender por que razão o dinamarquês preferiu o Estugarda ao historial do Benfica, que ainda por cima vai disputar a Liga dos Campeões.
  • Liedson, por via da decisão de Tomasson, deve permanecer em Lisboa e no Sporting mas os leões arriscam-se a ficar sem o levezinho e sem dinheiro no final da temporada. A renovação, se Gilmar Veloz não fizer das suas, poderá ser uma solução.
  • O Benfica, na minha opinião, não tem uma equipa mais forte que o ano passado. Perdeu Sokota e Miguel, tendo, até ver, deixado-os sair a custo zero - com Miguel não vai ser bem assim mas isso é chão que ainda vai dar muita uva.
  • Amanhã, o Chelsea de Mourinho abrilhantará um jogo que oporá os campeões de Inglaterra e Portugal. Será um espectáculo grandioso, sem dúvidas nenhumas.
  • O Sporting foi a equipa mais concretizadora da última temporada, por isso custa perceber porque é que foi um defesa a ser transferido.
  • Mota, Niculae já sairam, Pinilla pode ir para o Inter, Liedson parece que vai ficar e Sá Pinto está de pedra e cal. Basta Silva marcar uns golitos e a veia goleadora do leão está garantida.
  • O nome do estádio José Alvalade vai mudar. Pois vai, mas só se os sócios quiserem. Para já o naming right da Academia já valeu 10 milhões - contrato de seis anos, a partir de 2006/2007. E o nome das quatro portas foram vendidas (duas à PT, uma ao BES e outra à EDP) por um montante global de 15 milhões de euros, com o vínculo a ter a duração de cinco temporadas e a entrar em vigor já na actual época que agora se inicia. O dinheiro é bom mas os valores do clube começam a ser hipotecados perigosamente. Nada, no entantom que não se faça lá fora corriqueiramente.



Amanhã na tua loja do Benfica!
++++ Grátis na compra de 2 kits ++++

Tomáço, tomáço és o noço matador...

quinta-feira, julho 14, 2005

  • Estive ontem em Torres Vedras e pude constatar que o Sporting tem mais um jogador a sair da sua formação pronto a ser lapidado no plantel principal.
  • Refiro-me a Nani. Já o tinha visto jogar, mas ontem encheu-me as medidas.
  • Joga verticalmente, dribla bem, passa melhor, remata sem medo e prenche bem o espaço ofensivo. É, como se diz na gíria, um box-to-box, um número 8 que precisa de três coisas para se afirmar: experiência, músculo e maior disponibilidade no preenchimento do espaço defensivo - joga de forma altiva, sem sorrir, a fazer lembrar o encarnado Manuel Fernandes.
  • Sei que o Torreense não é o Bayern Munique, mas Nani teve oito dias férias e tem apenas três treinos nas pernas.
  • No resto, e no que se refere ao Sporting, os jovens centrais desiludiram-me. Semedo ficou ligado ao lance do golo do Torreense e Veloso parece que concorre com Rochemback e Silva no concurso "quem tem o cu maior".
  • André Marques é um típico lateral da moda: é muito alto, veloz, joga bem com os dois pés e fecha bem ao meio sem descurar o processo ofensivo. E ainda é júnior. Com Edson e Paíto no plantel, Marques tem tempo para evoluir.
  • O BnR pode assegurar que - à hora a que escrevo estas linhas - Rui Jorge vai continuar a jogar futebol, mas fora de Portugal.
  • No Benfica, Trapattoni já merecia uma estátua por ter quebrado o jejum. Se levar Liedson para o Estugarda merece duas. Oito milhões parece-me pouco se atentarmos nos 35 golos marcados pelo levezinho na última época. Comparando com os 10 milhões que o D. Moscovo pagou ao FC Porto por Seitaridis...
  • Terá sido sobre o adeus do 31 o diálogo entre Rui Meireles e José Peseiro no final do encontro de Torres Vedras, junto a uma recôndita porta, durante o qual o técnico parecia visivelmente desolado?
  • O FC Porto ganhou ao NEC. Só não entendo porque é que Ricardo Costa é capitão com Baía em campo?
  • O Benfica venceu mais uma vez o Etoile Carouge. Não vi o jogo mas sei que os incidentes do ano passado não se repetiram. É um princípio.
  • Ao que parece, Tomasson vai ser jogador do Benfica. Se se concretizar a operação, Veiga merece os parabéns da nação encarnada. Com Miguéis, Enakarhires, McCarthys e Liedsons a quererem zarpar deste futebolzinho da tanga é obra convencer um jogador da classe do dinamarquês, e actual vice-campeão europeu, a representar uma equipa portuguesa que vai actuar num campeonato chamado Superliga Continental Pneus.

quarta-feira, julho 13, 2005

Eu estive lá


Após um brainstorm entre todos os membros do BnR, que não durou mais de 23 segundos, chegámos a este original título para a secção das quartas-feiras: EU ESTIVE LÁ.
Eu, tu, o primo e a avó, o cão ou o papagaio, não interessa. Alguém esteve lá. E depois lembrou-se de tirar uma foto. Simples. Depois de mostrarmos o Allianz Arena, eis o Olímpico de Sevilha em dia de final da UEFA.
Repetimos o desafio: Se tiverem fotos em estádios míticos e quiserem partilhá-las, enviem-nas para o nosso mail (não há que enganar, está aí do lado esquerdo do ecrã) e todas as quartas-feiras haverá espaço para vocês no nosso onze titular.

Miguel joga com a carreira?

Chegou-me ao ouvido, de fonte próxima do "caso" Miguel, que o jogador não tem sido visto nas melhores companhias.

Mais: segundo a mesma fonte, a sua actividade social também não será, neste momento - e mesmo desde há alguns meses -, a mais adequada a um profissional de futebol; alegadamente, jogo ilegal (num local de culto nas imediações da Casa a Moeda, em Lisboa)... e "vinho verde".

E até já ouvi falar noutros comportamentos muito pouco saudáveis para um desportista.

Será verdade? Ou apenas mais contra-informação no meio deste processo que, adivinha-se, nunca será positivo para o internacional português? É que o Mundial de 2006 está aí num repente...

Benfica contrata Michael Knight
Glorioso garante assim um "KIT" especial



mike nite, un hombre buscando pela justicia...


Foi num clima de enorme festa que LFV anunciou ontem a contratação bombástica do defeso, no núcleo enfiquiste de Geneve e após o 3º garrafão de cinco de “Casal da Eira”: “Rapaziada! Ningéparóenfique! Apresento-vos a mais recente dupla de reforços do nosso poderoso colosso mundial! Eis o grande Mike Nite e o seu KITE!”. O núcleo quase vinha abaixo com tamanha surpresa, quando David Assholehof entrou, com o seu lendário casaco de pele com os leds de “KIT” nas costas. Michael foi parco em palavras e mal conseguiu dizer o que quer que fosse pois foi logo cercado de taxistas suíços em busca do número de telefone “daquela gaja loira do baywatch com as mamas grandes, à ganda maike!”.


José Veiga fala em Merchandizing

José Veiga explicou as razões da contratação perante os jornalistas:
“Queremoz têre um benfique forte, um benfique de níbel mundial. Atrabés desta cuntratação bámos cunquistare o mercado amaricano, com muito merchandize do maike”. Ainda por de cima resulbémos o prubleme de estarmos com um “Miguéle” a menos, sai o “miguéle” mas entra o Michael, que cume todos sabem quer dizer miguéle em francês. Bámos tb incluíre uma miniature do KIT da matchbox no já nosso cumpletíssimo kite sócio.. a bere agora quem nus agarra.”


KIT dá show no treino

A viatura KIT também provocou frisson entre os adeptos, e apesar de não ter prestado declarações o bólide mostrou serviço, dando toques de capot no relvado de treinos e mostrando potência ao bater Dos Santos em velocidade, em ponto morto. Ronald Koeman mostrou-se extremamente satisfeito com as contratações dizendo: “Sabemos que a utilização do “turbo boost” está posta de parte pelos regulamentos da Liga mas mesmo assim o KIT é um grande reforço, quase tão grande como o Paulo Almeida.” Mantorras mostrou particular curiosidade pelo novo colega e afirmou: “agóra tenhu menos risponsabilidadés pois já temus um jugadór cum mais peças metálicas qi eu”.

Simão com ciúmes

Quem não pareceu muito satisfeito com as contratações foi Simão, que mostrou um ar sisudo durante a apresentação dos novos colegas. Segundo fonte do plantel vermelho “o Simão fica sempre assim quando chega mais um jogador acima do 1.60m com um penteado mais ridículo que o dele”. No entanto a insatisfação poderá também estar relacionada com os rumores que referem que a braçadeira da época 2005/06 será entregue ao bólide KIT, pelo simbolismo que o associa à campanha de novos sócios. Segundo informação não confirmada a Adidas estaria já a produzir uma braçadeira de capitão gigante para KIT com a foto de um Fiat 127 chamado “Mary Ann” pelo qual o bólide nutre sentimentos paternais e que assim substituiría o lendário símbolo da águia com uma asa maior que outra, uma inovação que promete instalar a discussão no mundo vermelho.

Sporting e Sporting de Braga romperam as negociações por João Alves e Wender. Tudo aconteceu na madrugada de segunda para terça, mas o público em geral só soube do "divórcio" na noite passada.
O Sporting ofereceu 3 milhões de euros por Wender e metade do passe de João Alves. Depois de consumado o negócio Enakarhire, os leões de Lisboa recuaram. Já só queriam dar 400 mil euros mais os empréstimos de Nuno Santos, Hugo e Valdir e ainda estabelecer apenas e somente uma opção de compra por João Alves por 2006/2007.

António Salvador, para que conste, teve em mãos uma proposta inglesa por João Alves no valor de 3,5 mihões de euros. Recuou porque teve a garantia de que o jogador ia para o Sporting e tanto assim era que foi buscar Hugo Leal.

Num ápice, o Sporting encaixou o dinheiro do Dínamo - que eu duvido muito que se interessasse por Enakarhire se o Sp. Braga não estivesse na jogada - e deixou os bracarenses na mão.

O que pode acontecer?

  • Não sendo bruxo, quase que garanto que se o negócio Enkarhire ainda puder sofrer um retrocesso a Lei de Murphy fará das suas. Basta um grãozinho de areia nos testes médicos e lá vão sete milhões a voar.
  • João Alves vai sair do Sp. Braga, muito provavelmente para o Benfica.
  • Porquê o Benfica e não o FC Porto? Até pode ser o FC Porto mas é preciso lembrar que a empresa de construção civil responsável pelo centro de estágio do Benfica tem como presidente António Salvador.
  • Nos próximos anos, negócios entre Sporting e Sp. Braga só por acidente.
  • Em última análise, o negócio pode ir para a frente mas é mais certo o Lance Armstrong ajudar o José Azevedo a ganhar o Tour do que João Alves ser leão na próxima época.

terça-feira, julho 12, 2005

O incrível acontece no Sporting. O homem que mandou o treinador ir levar àquela parte, e que ainda por cima não é quadro do clube, foi nomeado quarto capitão de equipa. Eis a disciplina Peiseiriana no seu melhor!

Importa-se de repetir?

Ao ler a página 3 do Record de ontem confesso que fiquei um pouco confuso. Naquele cantinho de página onde se fazem 3 perguntas sobre um determinado tema importante do dia, o "ilustre convidado" a botar faladura foi António Figueiredo. A propósito do quê? Comentar o caso Miguel.
Então, não é que o homem diz de boca cheia que o lateral não deve jogar mais com a camisola do Benfica? E que, por ele, Miguel ficava na Luz até ao fim do contrato... mas sem jogar? E passo a citar esta ideia peregrina: «Queria ver quem é que pegava nele em 2008, depois de três anos parado».
E a terminar, antes de afirmar - com um charuto numa mão e um Cardhu na outra - que espera voltar a ser campeão este ano, Figueiredo garante que «com o Benfica não se pode brincar!». Pois é, a confusão nasce mesmo aqui: o homem é dirigente do Estoril, ou cessou funções depois do jogo no Algarve e faz parte da entourage do Veiga?

  • Benfica de Koeman estreou-se com uma vitória. Não vi o jogo mas vi as imagens e li os jornais. Karyaka parece que foi a estrela da companhia. Será preciso lembrar que ele estava a meio da temporada?
  • LFV deu à SIC uma excelente entrevista - mais uma, depois do show dado na RTPN. Sobre Miguel, tudo se resume a uma pergunta que o LFV fez. «Negociar porquê se o jogador é nosso?» Tem toda a razão, desde que o contrato seja efectivamente válido. Miguel deu um passo em falso, parece-me. Em vésperas de Mundial 2006 penso que mediu mal as consequências da sua atitude. Veremos como isto tudo vai acabar, mas LFV devia ser prudente nalgumas declarações, pois será complicado explicar os anos de amizade que manteve com Paulo Barbosa quando era mero presidente do Alverca e ninguém o importunava. O empresário já falou no nome de uma empresa...
  • Na entrevista concedida no Hotel D. Pedro, Miguel aparentou uma enorme fragilidade. Até pode estar cheio de razão, contudo, as coisas não estão boas para si.
  • O Sporting é um clube completamente endividado. No caderno de economia da última edição do Expresso vem lá todo o drama leonino.
  • O Sporting deve mais de 270 milhões de euros à banca, 114 milhões referentes ao project finance.
  • Os leões só estão autorizados a comprar jogadores depois de fazerem mais-valias de 5 milhões de euros/época. Por isso se compreende porque tudo está dependente de Enakarhire este ano.
  • O pagamento da dívida extinguir-se-á no final da temporada... 2018/2019!!
  • A Sporting, SAD é responsável por 85% dos custos com pessoal do universo Sporting. Da última temporada para esta, a SAD reduziu em 3,5 milhões de euros os custos com pessoal (de 21 para 17,5) ainda quer cortar mais 1,5 milhões no próximo ano. O artigo, no qual Rui Meireles é citado, diz ainda que o Sporting ganhou um total de 6,5 milhões com a última epopeia europeia, sendo que a presença na fase de grupos pode equivaler à entrada imediata de seis milhões de euros.
  • O problema é que o Sporting não é caso único. Mas dos outros conhecemos ainda menos.
  • Boa entrevista de José Peseiro na noite passada à Sport TV. Sem rodeios, o treinador assumiu culpas - pormenorizando-as - no mau início da época passada, falou abertamente sobre a forma como dirige o grupo e respondeu com subtileza à entrevista de Pedro Barbosa, sem descer ao nível do seu antigo pupilo. Peseiro assumiu ainda que tinha dado indicações para o croissants e Rui Jorge continuarem, mas depois, disse, o contexto mudou. Eu acho que o que ele quis dizer foi que Carlos Freitas saiu. Mesmo assim, continuo a achar que podia ter dito olhos nos olhos a Pedro Barbosa, Rui Jorge e Hugo que não contava com eles. Faltou-lhe coragem, muita coragem.
  • Filipe Soares Franco demitiu-se. Conclusão: Dias da Cunha segue cada vez mais só rumo ao desígnio de ser o presidente leonino em ano de centenário.
  • E isto surge no dia em que a aliança levou mais um tiro. Dias da Cunha, Galvão Teles e Ferreira da Silva repudiaram a relação causa-efeito que LFV estabeleceu entre dias Ferreira e o Conselho Leonino.
  • Lá fora, que grande reforço conseguiu o Chelsea. E sem gastar nada. Ele mesmo, Hernán Crespo.

segunda-feira, julho 11, 2005

Toca a descobrir a "senhora"


O presidente do Sporting, Dias da Cunha, afirmou há alguns dias, a propósito do caso Enakarhire, que "Aqui [no Sporting] há disciplina". Como nós no BnR não somos de desconfiar das pessoas, prometemos que faremos de tudo para descobrir a dita (disciplina) para os lados de Alvalade.


A nossa internacional de hoje vem da Rep. Checa e as suas qualidades por certo que já são conhecidas por muitos de vós. Eis a linda Veronika Zemanova, porque hoje é segunda-feira no Bola na Rede.

sexta-feira, julho 08, 2005

O legado

A coisa funcionava mais ou menos assim: marcava-se uma data para a apresentação, o plantel conhecia-se e no dia seguinte rumava-se à mata mais próxima para correr intermináveis quilómetros e queimar os excessos do Verão. Os jornais desportivos, para encher mais um cantinho de página, até desenhavam um conta-quilómetros especial, para contabilizar as "tareias" da pré-época. Bola? bem... essa só saltava no relvado ao final de um punhado de dias. Foi assim durante anos a fio. Mas depois José Mourinho escreveu um best-seller. Nele conta que um exercício, seja ele qual for, que englobe a componente bola, é muito mais eficaz e aceite pelos jogadores. Agora, pelo que se lê, Koeman, Adriaanse e Peseiro copiam da cartilha de Mourinho. Uma cartilha que há quatro anos atrás até lhe valeu uma conversa engraçada com João Bartolomeu, desconfiado da pouca vontade do técnico em levar os leirienses a correr para o Pinhal.

quinta-feira, julho 07, 2005

O "negócio" Miguel

Já se perspectivava há algumas semanas e até, talvez, para os mais atentos, há alguns meses, o estado de ruptura de Miguel com o Benfica.
Toda a novela tem sido estranha com "novos" dados lançados estrategicamente na comunicação social a conta-gotas, dia-a-dia.

Uma coisa é certa: não há grande margem de manobra para o internacional português regressar à Luz. Para mim, a dúvida coloca-se neste momento no comprimento da corda da paciência da SAD encarnada. Pelos vistos, é comprida... Ou não!
Mas não quero perder esta oportunidade para transcrever aqui uma das versões mais faladas nos bastidores do futebol; parece evidente que tanto LFV como José Veiga não estão disponíveis para se sentar à mesma mesa do empresário Paulo Barbosa, desde há muito representante de Miguel...

Então, seria assim: Veiga e Dias Ferreira (advogado, sportinguista e comentador no "Dia Seguinte", na SIC Notícias) estariam combinados para tirar Miguel do Benfica, alegadamente a custo zero; alegadamente, porque existiria um acordo "secreto" (até já foi referido em alguns jornais) com um grande clube europeu (Juventus ou Valência) para transferir o jogador a baixíssimo preço; assim, o atleta veria concretizada a vontade de jogar numa equipa com legítimas ambições na Europa; Veiga e Ferreira receberiam uma bela maquia pelo serviço prestado; quem ficaria a ver navios - e sem comissão na transferência - era... Paulo Barbosa, um dos arqui-inimigos de José Veiga no futebol português.
Esta é ainda uma versão com muitas pontas soltas. É um cenário de intriga que muito dificilmente se comprovará.

Como a procissão ainda vai no adro e, em caso de ruptura total, a FIFA ainda será chamada a pronunciar-se, é cedo para fazer conjecturas futurísticas sobre a validade de qualquer contrato que seja (ou já tenha sido) assinado com o tal "grande" europeu.
Desde 2003 que Miguel terá formulado o seu desejo de ir para o estrangeiro; acabou por renovar com o Benfica, mas agora já diz que duvida do vínculo que rubricou até 2008... Estranho, tudo muito pouco claro. E incoerente.

Quem ganhará com este "negócio" e quem perderá? Miguel, para já, está a perder o respeito dos adeptos que o carregaram em ombros depois da conquista da SuperLiga para o Benfica, numa temporada irregular e marcada por muitas recaídas físicas do lateral descoberto por Chalana.

quarta-feira, julho 06, 2005

Das wetter ist schön!


A ideia era simples: um papel a dizer BnR, uma máquina fotográfica e uma menina bonita disponível para posar com as suas melhores qualidades à vista, todas as segundas-feiras. A moda pegou de estaca, o que só nos deixa satisfeitos, e como andam para aí a colocar papelinhos em tudo o que tem curvas, decidimos mais uma vez inovar: fotos nos emblemáticos estádios de futebol. E começamos bem ao ataque, no novíssimo Allianz Arena em Munique. É um dos palcos dos Alemanha 2006 (também casa do Bayern e do 1860) e tal como o Bola na Rede, original na sua concepção.
Agora o desafio... Se tiverem fotos tiradas em estádios míticos e quiserem partilhá-las, enviem-nas para o nosso mail e todas as quartas-feiras haverá espaço para vocês no nosso onze titular.

segunda-feira, julho 04, 2005

Um ano

Por uma razão ou por outra às vezes esquecemo-nos das datas que fazem história, seja ela um conto de sorrisos ou de choros. Estava aqui a fazer zapping pela blogosfera quando vi no livre indirecto que faz hoje precisamente um ano que perdemos a final do Euro2004. Não me lembrei. Mas devia. Foi dos dias mais tristes da minha vida. A angústia perdura ainda 365 dias depois. E daqui a bocado, quando passar em frente ao Estádio da Luz, vou reviver as emoções daquela noite que devia ter sido mágica para Portugal.

Shiuuu!

Se calhar deve ser pelo facto de conhecer outras culturas, mas assistir hoje à abertura do telejornal da 13h com a apresentação em directo de um craque que vai concorrer com Ricardo pelo título de voz mais ridícula do campeonato deixa-me, como diz LFV, enojado. E triste com o jornalismo populista que teima em querer vingar em Portugal.


Com o defeso em maré de pouca ondulação, a SAD do BnR decidiu contratar umas curvas valentes para o seu plantel. Internacional de grande gabarito, a Julia promete apenas trabalho, mas acreditamos no seu potencial para dar muitas alegrias aos adeptos. Porque hoje é segunda-feira no Bola na Rede.

Soltas

1. Ressentimentos à parte, Pedro Barbosa assumiu publicamente o que salta à vista de todos: o Sporting está à deriva com Peseiro, Andrade e Meireles ao leme do futebol - se bem que ainda todos vão a tempo de aprender.

2. Há jornalistas que não interessam a ninguém. Só envergonham a profissão.

3. Miguel está de saída do Benfica? Tudo indica que sim, falta saber se a bem ou a mal...

4. Lance Armstrong cilindrou a concorrência logo na primeira etapa do Tour. Mas ainda há muitos quilómetros por percorrer. Vamos ter espectáculo. Para quem não vê só futebol à frente, pois claro.

sexta-feira, julho 01, 2005

Sempre tão cobiçado, João Pinto renovou pelo Boavista. Será o último ano do grande artista, vulgo menino de ouro, na Superliga

  • Começo a ter alguns problemas em perceber o carácter de José Peseiro. Há sete anos, na minha função de jornalista, falei várias vezes com o então treinador do Oriental e julguei que estava na presnça de um homem simples, humilde e honesto. Entretanto, após alguns anos de Nacional, um de Real Madrid e outro de Sporting começo a entender que mudou e para pior. Não ter uma palavra a dizer a Pedro Barbosa, Rui Jorge, Mário Sérgio e Niculae é de uma falta de nível impressionante. Mas o mais grave foi o que fez a Hugo. Pede-lhe para recuperar, diz que conta com ele e depois é Paulo de Andrade a comunicar a dispensa ao central quando Peseiro estava no mesmo edifício. A isto chama-se cobardia, comportamento próprio de quem tem a coluna demasiado flexível.
  • Pedro Barbosa, Rui Jorge e Hugo, a meu ver, foram bem dispensados. O primeiro deve infinitamente mais ao Sporting do que o Sporting a ele. Há muito que devia ter deixado Alvalade por todos os problemas que causou (e continua a causar, no presente). Ainda por cima vem agora dizer que enganaram o presidente. Não estive lá, mas tenho quase a certeza que Pedro Barbosa foi convidado para ficar na estrutura. Rui Jorge cumpriu com o Sporting mas já não tinha pernas. Hugo é bom profissional, bom homem, contudo, não tem lugar num clube grande. Nunca teve.
  • Pedro Barbosa, que disse que em Portugal só jogava no Sporting, está em negociações com o V. Guimarães. Se assinar, o que não é certo, Jaime Pacheco vai sofrer e de que maneira.
  • José Veiga, em entrevista ao jornal do clube, garante que o Benfica vai ser novamente campeão. Quem ousa duvidar?
  • O Benfica até agora contratou Anderson, Beto e Karyaka. Três bons reforços. Mas ainda faltam um defesa esquerdo (Dedê?), um ponta-de-lança que marque muitos golos (Cruz?)e um número 10 para concorrer com Nuno Assis. Se os jogadores que estão em parentesis vestirem de encarnado, considero que o Benfica fica com um grupo forte em quantidade e qualidade para fazer boa figura na Liga dos Campeões, porque a Superliga, segundo Veiga, está no papo. Por isso...
  • No diário do Bairro Alto, manchete sim, manchete sim, dá-se destaque aos problemas dos adversários do Benfica com os seus jogadores - casos McCarthy e Liedson. E Miguel? Não merece tempo de antena? O rapaz já disse que entre Inter e Liverpool que não consegue escolher entre dois amores. Entretanto, revelou à imprensa espanhola que espera ir para o Valencia. Cobiçado é ele. Teremos aqui um Beto II?
  • No FC Porto - após cinco anos de vendas fabulosas e 125 milhões de euros distribuídos por muitos bolsos - veremos se o plantel com treze brasileiros, cinco números 10 - Diego, Anderson, Jorginho, Leandro Bomfim e Léo Lima - e zero laterais direitos vai resistir ao chicote de Co Adriaansen. Pinto da Costa, problemas pessoais à parte, parece desligado.
  • Bruno Basto foi sondado pelo Belenenses mas quando referiu aos dirigentes lisboetas que auferia 18 mil contos mensais...
  • Acabo com outro lateral esquerdo. Há seis meses sensivelmente foi apontado como possível reforço do Sporting, a custo zero, o nome do camaronês Pierre Wome. Isso foi falado aqui no BnR, inclusivamente, mas a verdade é que o rapaz rumou ao Brescia onde realizou um final de temporada estupendo. Sabem quem o contratou? Pois é, vejam aqui.

Avalie-me!