sexta-feira, julho 29, 2005

Hoje é um dia triste para a imprensa portuguesa. O grupo espanhol detentor dos títulos «A Capital» e «O Comércio do Porto» decidiu suspender as duas publicações. É o fim do periódico mais antigo do continente e de um dos jornais que mais deu destaque ao que se passa na grande Lisboa, assumindo muitas vezes causas em nome do bem-estar dos lisboetas.
Aos meus amigos nos dois jornais um grande abraço.

7 Comentários:

Blogger Miego Daradona diz...

envio também o meu abraço de apoio aos meus amigos da Capital, gente boa e profissional.

7:10 da tarde  
Anonymous Cris diz...

aos meus amigos da Capital, podem sempre contar com o meu apoio. Pensamento positivo tudo se resolve.

7:44 da tarde  
Blogger Sarrafeiro diz...

Aos profissionais desses dois jornais, que tanta informação boa imprimiram, desejo boa sorte!

8:04 da tarde  
Blogger LF diz...

A única coisa que me ocorre dizer aos colegas em vias do desemprego foi transformada em refrão de uma música que nos ficou na memória, cantada por uma luso-canadiana... Força!
Estamos todos na mesma guerra... Votos de que a vossa vida retorne logo que possível ao ponto de equilíbrio e realização profissional!
Mas eu ainda guardo uma secreta esperança de que alguém volte a viabilizar estes títulos da imprensa portuguesa.
Pensamento positivo!

Abraço para todos,

8:51 da tarde  
Blogger Pitons D´Alumínio diz...

Nem sei que dizer...

Força pessoal!

10:24 da tarde  
Blogger El Angel Exterminador diz...

Tenho muita pena do pessoal que vai para o desemprego, mesmo que concerteza já antecipassem essa perspectiva há muito tempo. Mas é certo que não se podem manter publicações de imprensa com vendas marginais e receitas publicitárias a condizer indefinidamente, por inviabilidade no imediato e no médio / curto prazo. Alguns não terão se calhar idade para se lembrarem do Diário Popular ou do Diário de Lisboa, publicações históricas (sobretudo a segunda) já há muito extintas. Não percebo também como é que o Primeiro de Janeiro sobrevive há tanto tempo, pode ser que venha a beneficiar com a extinção do CP.

12:27 da tarde  
Blogger O Politicopata diz...

De facto o Luis Osório foi mais rápido do que eu pensava a dar cabo da Capital...

11:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!