quarta-feira, outubro 19, 2005

Para onde vais Sporting?


O melhor presidente do Sporting dos últimos 25 anos bateu com a porta, fiel aos seus princípios e infiel à inacreditável campanha que alguns adeptos lhe moveram.

É certo que falhou várias vezes na gestão para o futebol, mas, na prática, foi ele o homem que, apesar de cooptado, finalizou com nota máxima o projecto das novas infra-estruturas leoninas, juntando-lhe ainda resultados desportivos que, desde os anos 80 até hoje, mais ninguém conseguiu igualar.

Sai pela porta pequena, mas, ou muito me engano ou os que agora estão contentes vão sentir, daqui por uns tempos, vergonha e arrependimento por terem forçado esta situação.

O futuro do Sporting é sombrio, por muito que digam que o presente também o é. Peseiro não tinha condições para continuar, apesar de DC achar que sim. De facto, a estrutura da SAD era fraca - um dos maiores erros de Dias da Cunha -, o que obrigou o presidente a meter-se em terrenos onde não devia. Mas o que se seguirá?

Para já, Filipe Soares Franco vai ser o líder leonino até às eleições. Se os resultados ajudarem e essa for a sua vontade, até pode vir ser o próximo presidente.

Seria o fim do já de si cada vez mais obscuro ecletismo num clube que ainda há poucos anos mandava nas outras modalidades. É que FSF já disse várias vezes que o Sporting deve tornar-se um clube de futebol em exclusivo. Como se as dívidas do Sporting não tivessem o seu epicentro no próprio futebol...

Enfim, o desporto em Portugal é cada vez mais apenas e só futebol... Hoje por hoje, o Benfica é, de longe, o clube grande que mais dá atenção às outras modalidades (embora muito longe do fulgor de outros tempos...)

3 Comentários:

Blogger boloposte diz...

Dás nota máxima ao homem que finalizou o projecto das novas infra-estruturas leoninas sem um pavilhão, e depois alarmas-te com o fim do já de si cada vez mais obscuro eclectismo do clube...
Abraço!

12:36 da manhã  
Blogger Caneladas diz...

devias informar-te melhor ó boloposte.

primeiro, o Sporting tem um pavilhão (não tem é bancadas)

segundo, o Dias da Cunha não foi quem projectou o estádio, pois não? ele tornou-se presidente mais tarde.

terceiro, DC nunca falou em acabar com as outras modalidades, quem fez isso foi o Soares Franco.

não mistures as coisas ó Bolo...

porta-te bem

3:43 da tarde  
Blogger ratogoleador diz...

Mas afinal a culpa é do sistema ou dos jornalistas um homem ridículo enfim...

4:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!