quinta-feira, fevereiro 09, 2006

  • Há quase 20 dias que o campeão nacional não vence um joguito. Ontem despachou, com justiça, o Nacional da Madeira, o tal que é do mesmo campeonato que o Sporting (e do Benfioca também deve ser, pois estão todos igualados), mas continua-se a sentir a falta de alguma coisa
  • Muitos falam dos erros do Luisão, outros das invenções do Koeman, há até quem diga, como se isso pudesse ser possível, que há elementos do plantel que não se gramam. Chegaram mesmo a alvitrar a possibilidade do caso Nuno Assis ter contribuído para os maus resultados...
  • Num rigoroso exclusivo BnR, posso revelar as causas do Benfica depois do jogo com o Gil ter encaixado três do Sporting, mais três do U. Leiria e não ter conseguido apontar um único golo ao Nacional
  • O problema chama-se agenda alimentar, esse furacão que tem desvastado as crenças de 6 milhões. Pois é, desde que Devesa Neto e José Veiga resolveram deixar de compatibilizar as suas agendas alimentares lá se foram os pontinhos
  • Há quem diga que as duas personagens vão-se encontrar sábado no Tavares Rico pois nunca se sabe o que o Penafiel, a maior potência futebolística da sua cidade , pode fazer no domingo. Afinal os homens estão só a 13 pontos da manutenção...
  • Outra das razões que têm sido ventiladas para destruir o poderio futebolístico do campeão nacional tem a ver com uma cabala montada pela UEFA que resolveu indeferir o requerimento do Benfica para prolongar as inscrições de novos jogadores até final da temporada. Venceram o V. Setúbal (Moretto e Fonte), o Paços de Ferreira (José Fonte), a Académica (Marcel) e ainda o Gil Vicente (João Pereira e João Vilela) num final de Dezembro/princípio de Janeiro que passou totalmente ao lado da imprensa desportiva
  • O Benfica esteve quase a garantir o concurso do leão Hugo, tendo em vista o clássico, mas Koeman recusou tamanha humilhação. Diz-se mesmo que o holandês preferia levar 10 secos do que ter Hugo no seu plantel - "já não me basta o cepo do Luisão", perguntou a Vieira enquanto entregava a carta de demissão
  • Deixando clubes que só existem para fazer rir a malta, gostava de dizer que cada vez gosto mais de Co Adriaanse
  • Só vos digo que não é qualquer um que tinha tomates para lidar com vacas sagradas. Falo sério quando digo que torço por ele. Pessoas como Adriaanse fazem falta ao futebol. Tivesse o Benfica um treinador como ele e Simão e Luisão tinham visto o jogo com o Nacional do banco - era a solução para não ter havido prolongamento. E se Adriaanse estivesse no lugar de Paulo Bento, o menino Custódio também já tinha ido fazer umas visitas à família ao fim-de-semana
  • Aproveito para registar o primeiro engano visível de José Mourinho e não me refiro a um jogador. Falo de Vítor Pontes, um bluff que vai levar o V. Guimarães à porta de saída da Liga Betandwin. Querem apostar?

6 Comentários:

Blogger pé em ®iste diz...

Jogador falha, treinador queima jogador. Não me parece que fosses muito longe como treinador... talvez tão longe como a tua referência, Adriaanse. :>

12:20 da tarde  
Blogger Caneladas diz...

Passaste-te?

1:08 da tarde  
Blogger Ravelis diz...

Pé em riste, não deturpes o que eu disse. A minha referência está longe de ser Adriaanse, mas que gosto da coerência dele, disso não tenhas dúvidas.

Aproveito para te dizer que a minha experiência como treinador começa e acaba dentro dos limites do FM

4:39 da tarde  
Blogger pé em ®iste diz...

Não quis deturpar, era só um pouco daquilo a que costumam chamar "a mais fina ironia" quando praticada por Sua Santidade. ;)

Também não sou propriamente experiente no banco: um bocadito mais """""verde""""" do que o Paulo Bento nessas andanças. Que é como quem diz "eu também não fui além do FM". Mas o que interessa mesmo é: queimar um central como o Luisão por duas noites más, quando não há melhor no plantel (nem perto) nem em qualquer outro plantel no campeonato? Parece-me mal, muito mal.

6:16 da tarde  
Blogger Guedes diz...

Há coisas que não percebo. Não li jornais desportivos, mas pelo que vi na imprensa generalista e TV, ninguém referiu o mal-estar que durante o jogo contra o Nacional se viu existir entre os adeptos e Simão Sabrosa.
O capitão e principal estrela da Luz foi assobiado quando falhou o penalti e durante boa parte da partida. Picado, respondeu aos benfiquistas com gestos e palavras.
Quando marcou o penalti que deu a vitória aos encarnados, Simão não festejou e "fugiu" para os balneários. Só Nuno Gomes o travou.
Será que os jornalistas desportivos estão cegos?

11:38 da tarde  
Anonymous patacas diz...

Guedes não percebes!?!?! Não vês que a imprensa desportiva não pode dizer mal dos clubes grandes?!?!?! Depois quem é que lhes dá as notícias????

6:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!