sexta-feira, março 24, 2006

ainda o clássico... mas agora sem apitos

tendo em conta algumas considerações feitas aqui no blog após o FC Porto-Sporting para a taça, deixo aqui algumas ideias:

1. Paulo Bento não foi ao Dragão para defender. Ou melhor, não foi ao Dragão para defender mais (ou menos) do que nos outros jogos. O Sporting jogou em 4x4x2 (losango) como sp tem feito desde que Paulo Bento assumiu o comando da equipa.

2. A única surpresa no onze foi Miguel Garcia, quanto a mim uma opção acertada. Garcia fecha melhor no meio do que Abel, e tendo em conta que o FC Porto tem jogado em 3x3x4 fazia todo o sentido ter um lateral direito de características diferentes das de Abel.

3. Quem mudou o sistema táctico foi o FC Porto. Adriaanse não arriscou tanto como é costume, apostando, desta vez, num 3x4x3, e quanto a mim fê-lo com toda a propriedade.

4 - Como o Sporting não tem extremos, o holandês deixou lá atrás três defesas para marcarem Liedson e Deivid, e montou um meio campo de 4 unidades para fazer face ao mesmo número de jogadores do Sporting.

5 - Além disso, meteu Cech em campo para a eventualidade de o Sporting jogar apenas com um ponta-de-lança e dois extremos bem abertos (ou seja, em 4x3x3, quanto a mim a melhor forma de jogar contra este FC Porto de Adriaanse), por forma a recuá-lo para defesa esquerdo nessa eventualidade.

6 - Só que Paulo Bento preferiu ser fiel às suas ideias, sabendo que é em 4x4x2 (em losango) que o Sporting mais tem rendido nos últimos anos, por via das características dos seus jogadores.

7 - Com isto, assistimos a um jogo bastante equilibrado, mas não monótono. Arrisco mesmo a dizer que estará, talvez, entre os três clássicos mais entusiasmantes dos últimos 3 ou 4 anos, inclusive com várias ocasiões de golo e grandes defesas de Baía e Ricardo.

8 - Nenhum treinador conseguiu superiorizar-se ao outro na abordagem ao jogo, e daí que o empate no final dos 120 minutos não surpreenda. Nenhum deles deles arriscou tudo, sabendo ambos que se tratava de um duelo a eliminar, mas também nenhum se acobardou. No meu entender, ambos estiveram bem a pensar e a ler o jogo.

Avalie-me!