quarta-feira, junho 14, 2006

angola-portugal

O jogo já lá vai e muito já se falou sobre o que a selecção (não) jogou, mas só agora tive tempo para postar. Aqui ficam só umas fotos que tirei com o telemóvel no estádio. Pena que não tenha tirado da enorme festa lusófona que se fez no centro de Colónia, com a lindíssima Catedral como pano de fundo (estava a guardar bateria para o caso de encontrar a Merche). Todo o ambiente à volta do jogo foi fantástico. Na descomunal sala de imprensa de Colónia - condições 6 estrelas - reencontrei velhos amigos, em especial o M. Pataco (que bem ficas com o fato da FIFA!), o P. Fonseca, o P. Rita, o F. Paraíso e, claro, o nosso outro blogger, o charutadas. No estádio assisti ao jogo sentado ao lado do treinador turco Senol Gunes. Ele não quis dar entrevistas, mas sempre foi dizendo que o jogo estava a ser uma boa bosta (assenti com a cabeça, pois claro!). Olhei para os apontamentos dele e vi uma cruzinha no nome do Akwá, mas não percebi se ele estava referenciar o avançado ou apenas a gastar tinta da caneta. Por falar em não querer dar entrevistas, na sala de imprensa vi o mítico Chilavert, de fato e gravata, gordo que nem um texugo, longe do futebol nos relvados, agora a trabalhar como comentador para uma TV dos EUA. Quis saber o que sente o um guarda redes quando faz um hat-trick num jogo, mas o gajo estava em blackout. Só arrisquei insistir uma vez, pois estava com medo de levar um "bilhete de direita". Mas fiquei desolado por perder o exclusivo. Tinha dado uma excelente entrevista.

Avalie-me!