terça-feira, agosto 22, 2006

Último CO...mentário

Vamos lá arrepiar caminho neste regresso às lides: Comecemos por Co Adriaanse. Explico agora -tarde, eu sei- as razões pelas quais acho que o fcp deu um tiro de canhão no pé com a saída do holandês, que tão amigavelmente e ao jeito que PC gosta, colocou o pescoço debaixo do cutelo.
Adriaanse é um treinador com pensamento próprio, ideias firmes e acima de tudo um amante do futebol ofensivo. O fcp ganhou com A., para além de campeonato e taça (e uma supertaça a título "póstumo") uma disciplina exemplar e um rigor táctico que já não se viam há alguns tempos. O fcp de A. não se contentava por ganhar 1-0. Tinha de fazer melhor e marcar mais. É claro que os jogos não se ganham todos e A. percebeu isso muito rapidamente. O ousado esquema 3x3x4 só funciona dentro de portas, é certo, mas foi capaz de proporcionar espectáculo (aqui e ali) a todos aqueles que já só vêem o futebol como uma equação matemática: 90 minutos= 1 ou 3 pontos. Mas aquilo que o fcp perde também com a saída de A. é a frontalidade de alguém com responsabilidades na hora dos desaires. A. tinha e tem muitos defeitos (já lá vou) mas nunca se escudou com terceiros. Foi honesto com todos. Mesmo quando teve de dizer o óbvio e que doeu tanto à administração azul e branca: sem um avançado de nível europeu é impossível fazer melhor na Champions. Exemplo? Mourinho foi campeão europeu TAMBÉM porque teve um excepcional McCarthy à sua disposição. Não só o sul-africano se foi como não há ninguém no plantel ao seu nível.
O que se vê é um fcp no qual PC dizia que A. iria ser treinador por muitos e bons anos e agora diz que já queria Jesualdo desde 1984 (!rir!). Assumir erros? quem? penso eu de que não...
Quantos ao defeitos de Adriaanse: Tem um enorme que foi tentando amenizar - a falta de cultura futebolística portuguesa. Não saber que um fcp-slb é um jogo que os adeptos não admitem perder é um erro grave. Mas não exclusivamente seu. Se ele não sabia, alguém lho deveria ter dito. Depois, não entendo a saída de Diego. Mesmo que ele não andasse a trabalhar como devia. CO Adriaanse tinha o dever de o motivar. Diego é um jogador fabuloso. E não percebo as contratações de Alan, Sonkaya, Ezequias, João Paulo ou Diogo Valente. Quanto ao resto, apesar das críticas gerais, percebo que Jorge Costa não encaixasse neste modelo e que Baía seja nesta altura "menos bom" que Helton.
Em conclusão, não vou dizer que o fcp estaria melhor com Adriaanse do que com Jesualdo, ou outro qualquer, apenas reforço a ideia de que o fcp tinha à frente da sua equipa de futebol um homem honesto, fiel aos seus ideais e altamente profissional. Quem de nós iria trabalhar com mãe e pai falecidos e à espera do funeral? Eu, com certeza que não. Adriaanse sentou-se no banco de suplentes do Municipal de Leiria...

5 Comentários:

Anonymous gonçalo diz...

Estou de acordo. Pela saída de Adrianse, considero o Sporting o favorito ao título.

3:32 da tarde  
Anonymous Deko diz...

"Quem de nós iria trabalhar com mãe e pai falecidos e à espera do funeral? Eu, com certeza que não. Adriaanse sentou-se no banco de suplentes do Municipal de Leiria..."

Então e se ele, mal soubesse da notícia fosse logo a voar para a Holanda?! O que resolvia? Devolvia-lhes a vida?!

Show must go one, pá !! São opções tão certas como outras quaiquer.

E ele ainda se diz 'treinador de top'. Assim também eu ! Dêm-me o Deco, o Ronaldinho, o Cristiano e outros que tais que também eu sou treinador de top.

Treinador de top é pegar nos jogadores que o clube pode comprar e fazer dalí uma equipa de top.

8:02 da tarde  
Blogger Figas_21 diz...

Rídiculo. Nunca , vou frisar bem , N U N C A ouvi o Adriaanse assumir culpa fosse no que fosse, muito menos nas derrotas. Era sp o primeiro a apontar o dedo aos jogadores. Era uma vergonha e estou bem contente que se tenha ido embora. O Jesualdo tb era a minha escolha, até antes de vir Adriaanse.

12:29 da manhã  
Blogger Dragonis diz...

Um super McCarthy para ser campeão europeu? Que me lembre exceptuando o jogo com o M United no Dragão não me lembro onde fez a diferença, quanto ao resto não tenho dúvidas que para qualquer portista foi um alívio o holandês se ter posto a mexer. Não tem categoria para treinar uma equipa do nível do Porto, pura e simplesmente.

12:55 da manhã  
Blogger riddle diz...

deko: tu não irias a voar fosse para onde fosse?? qual o teu espírito sentado a ver um jogo de futebol? bem, adiante. o adriaanse quando chegou ao fcp admitiu serenamente que não era treinador de top. só se é de top com títulos, disse ele. mas se quiseres a minha modesta opinião, não o considero nada de top. apenas com qualidade em algumas vertentes. Sendo que admiro muito a sua obstinada vontade em jogar bonito e com muitos golos.

figas_21: percebo que estejas contente com a saída dele e eu não consigo apontar uma situação concreta onde ele tenha assumido culpas. Mas fê-lo, julgo que até contra o slb e pediu desculpas pela derrota. E claro, teve a coragem de culpar os jogadores quando eles não jogavam uma beata. Quanto ao jesualdo, vamos esperar para ver.

dragonis: Nesse jogo no dragão de que falas, o benni fez DUAS grandes diferenças :-). Depois voltou a ser muito importante em old trafford. E pelo meio ainda fez outras coisas engraçadas...

2:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Página Principal

Avalie-me!